Números divulgados hoje apontam que o município de Ijuí registra 54 casos de dengue desde o início do ano. Deste total 50 são autóctones e quatro importados. A Vigilância Ambiental pretende desenvolver ação mais intensiva nos bairros onde está sendo encontrado o maior número de focos do Aedes aegypti.

A equipe do setor trabalha hoje no bairro Herval fazendo a eliminação de focos e criadouros. Amanhã a intenção é desenvolvermos este mesmo trabalho no Alvorada; e na sexta-feira, se as condições do tempo forem favoráveis, no Tancredo Neves.

O responsável pela vigilância, Rinaldo Pezzeta, destaca no entanto, que a comunidade ijuiense precisa se sensibilizar para o problema e contribuir com o Poder Público, fazendo sua parte, do contrário, corre-se o risco de Ijuí ter problemas ainda mais sérios no próximo ano.

Salientou ser a principal dificuldade hoje os pátios das residências, com o chamado pequeno lixo, ou seja, o recipiente de menor porte que parece não oferecer risco, mas também é potencial criadouro do aedes aegypti.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí