Desde sua fundação, em 2005, o Hospital Unimed Noroeste/RS preocupa-se em investir constantemente em sua estrutura física e na incorporação de novas tecnologias. Com este viés, e contemplando uma série de adequações estratégicas ao longo dos anos, o serviço passa a contar oficialmente com novos sistemas de aquecimento de água e geração de vapor, alimentados com gás GLP.

Anunciado em março deste ano, o investimento substituiu a antiga caldeira que era alimentada a lenha. O sistema de aquecimento de água já está em funcionamento há um mês, enquanto o de geração de vapor foi ativado nesta semana. Conforme o diretor de Serviços Próprios, Marcelo Garzella, o investimento de R$ 200 mil foi definido a partir de um estudo minucioso da Diretoria com a equipe técnica. Com isso, a expectativa é que se possa aumentar o aproveitamento de calor gerado e reduzir o impacto ambiental. “O novo sistema nos garante uma maior responsabilidade ambiental, considerando que a energia resultante da utilização do gás GLP é mais limpa se comparada com a queima de lenha”, observa.

A substituição do sistema prevê economia de R$ 150 mil ao ano, o que poderá impulsionar investimentos em outros setores do Hospital. Os sistemas são extremamente importantes no ambiente hospitalar. O vapor alimenta as autoclaves responsáveis pela esterilização de todo instrumental cirúrgico do Centro de Material e Esterilização, além das lavadoras, secadoras e calandras da Lavanderia. Já a água aquecida, através dos geradores, abastece todas as áreas do Hospital.