A personagem “Juvelina” passou mais uma vez pelo Hospital Unimed Noroeste/RS reforçando aos funcionários, pacientes e familiares que “Movimento é vida”. A campanha, lançada há alguns meses pela instituição, objetiva promover a saúde em ambiente hospitalar a partir da educação, fortalecendo rotinas já desenvolvidas e sensibilizando a preservação da mobilidade entre os internados.

A história da personagem fictícia “Juvelina” visa estimular que, se não houver restrições, o paciente fique mais tempo fora do leito, caminhe, se alimente sozinho, tome banho de chuveiro e realize suas demais atividades básicas, sempre com segurança e seguindo as orientações recomendadas pelos profissionais de saúde. “A mobilidade é importante para preservar a força muscular e a capacidade respiratória”, explica a coordenadora do Serviço de Fisioterapia, Fabiane Mazzurana. Assim, é possível prevenir agravos gerados pelo imobilismo, como, inclusive, a redução da capacidade respiratória, que pode diminuir de 25% a 50% a cada semana de internação, caso o paciente mantenha-se restrito ao leito.

A mobilidade preserva a funcionalidade do paciente durante o período de internação hospitalar otimizando o processo de alta e contribuindo para que retorne mais forte ao domicílio. “O papel do familiar também é muito importante, especialmente em estimular que o paciente seja protagonista do seu processo de recuperação”, aponta Fabiane. A atividade desta sexta-feira, 6, foi destinada à equipe de Enfermagem, às copeiras e aos pacientes sem restrição de permanecerem no leito.

Durante a visita da “Juvelina” e dos profissionais da área de Fisioterapia foi entregue flyer informativo alertando que sete dias de repouso no leito pode reduzir a força muscular em 30%. Depois, a cada semana que passa, esse prejuízo se intensifica e a perda aumenta 20%. A campanha “Movimento é vida” do Hospital Unimed reforça a atuação de toda a equipe, focada no cuidado integral.