Na linha de frente dos hospitais ou no apoio, profissionais de diferentes áreas enfrentam diariamente o desafio de lutar pela vida. Sem nunca ter visto aquele rosto que chega pela porta da frente ou pela emergência, com empatia e devoção, não medem esforços para que a saúde daquele paciente se restabeleça, primando pelo conforto e pela recuperação. E entre tantos profissionais estão enfermeiros, técnicos e auxiliares, atualmente também desafiados pela Covid-19. No Hospital Unimed Noroeste/RS eles foram homenageados com atividades diferenciadas durante a Semana da Enfermagem, reforçando o conceito “Jeito de Cuidar Unimed”.

O vírus mudou a rotina, que exigiu adaptação, mas a vocação pelo cuidado em nada mudou, mesmo em momento tão delicado. Adaptações, inclusive na forma de celebrar, valorizaram o tema “Conectados pelo propósito de cuidar”, que permitiu interação por WhatsApp, palestras on-line, entre outras formas. “Mesmo na distância, conseguimos estar próximos pela conexão e celebrar de forma segura”, ressalta a coordenadora de Enfermagem do Hospital, Danieli Ciotti.

Conexão com o propósito de cuidar - Nesta quarta-feira, 20, Dia do Técnico de Enfermagem, divididos em pequenos grupos e respeitando as recomendações dos órgãos de saúde, as equipes assistiram vídeo com homenagens de profissionais que já passaram pela instituição e com agradecimento dos membros da diretoria da cooperativa. “A mensagem que quero deixar neste período que estamos vivendo, é que a gente não desista dessa missão linda que escolhemos, que é cuidar, salvar vidas, encantar e ter empatia, sempre se colocando no lugar do outro e apoiando o paciente”, desafia Alice Luisa Pletsch Schulz, ex-funcionária do Hospital Unimed.

Apoio nas cirurgias ou para quem aguarda ansioso, amparo na dor e na alegria do nascimento, eles transmitem força pelo olhar e são suporte também para outras categorias. “Nossa gratidão pelo papel que exercem na área da saúde. Sem vocês, nós médicos não teríamos como exercer nossas atividades”, aponta o presidente do Conselho de Administração da cooperativa, médico Reimar Bock.

As equipes participaram também de momento de conexão “consigo mesmo”, com prática de meditação, orientada pelo coordenador de Desenvolvimento de RH, Jonas Graffunder, com ênfase ao “Jeito de Cuidar”, buscando aliviar tensões e refletir sobre a importância da respiração no autocuidado e na atenção ao próximo. “A respiração é a energia vital que nos dá a sensação de realmente estarmos vivos. A respiração nos leva à conexão com o nosso propósito e a essência da vida, motivo pelo qual expressamos o nosso compromisso de cuidar da vida das pessoas”, reforça.

O ano da Enfermagem – Em sua abordagem, a enfermeira Danieli Ciotti fez referência ao reconhecimento da Organização Mundial da Saúde ao definir 2020 como ano internacional de profissionais de Enfermagem e Obstetrícia. “Quando anunciado ainda não se falava em pandemia. Mas toda esta situação coloca nossa profissão em destaque e enaltece ainda mais o nosso papel. Afinal, temos uma prática de cuidado permanente, pois estamos sempre à beira do leito do paciente”, define a enfermeira.

E em meio a tantas homenagens, nem a máscara de proteção conseguiu tornar discreto o sentimento. Afinal, os olhos expressam os sorrisos e as emoções que nem a angústia pela Covid-19 é capaz esconder. Como lembrança, os profissionais receberam uma máscara de proteção personalizada e um chaveiro em formato de coração, símbolo do “Jeito de Cuidar Unimed”. As atividades diferenciadas do 14º ano do evento estão ocorrendo desde a semana passada. As ações também celebram o Dia do Enfermeiro, que transcorreu no em 12 de maio.