Estão abertas, até o dia 20 de outubro, as pré-inscrições para o projeto que vai selecionar professores, supervisores, gestores e técnicos que serão os multiplicadores da Rede Estadual de Ensino na Formação Continuada para o retorno das aulas presenciais.

A ação, que tem previsão de início para o dia 26 de outubro, é uma parceria da Secretaria Estadual da Educação (Seduc), por meio do Centro de Gestão e Inovação (Cegin) e Departamento Pedagógico (DP), com a Google e a Fundação Roberto Marinho.

As pré-inscrições ocorrem pelo link  entre os dias 14 e 20 de outubro, utilizando uma conta do Gmail. Os selecionados serão comunicados pelo e-mail indicado na pré-inscrição.

A capacitação tem como objetivo a expansão do conhecimento, onde serão disponibilizadas indicações de cursos, plataformas, guias e materiais de formação para os multiplicadores da Rede.
Com foco nos métodos de avaliação, gestão pedagógica e práticas de ensino aprendizagem, a partir da nova matriz de referência do Modelo Híbrido de Ensino, a preparação, que ocorre por meio das ferramentas do Google for Education, visa fornecer subsídios técnicos e pedagógicos para planejamento, gerenciamento e reorganização das atividades escolares.

Vagas

Serão selecionados 60 educadores, entre assessores da Secretaria Estadual da Educação (Seduc) e das Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), professores e supervisores de escolas, que passarão por uma formação online de 40 horas durante oito semanas. Estes serão os multiplicadores do conhecimento adquirido.

As vagas serão distribuídas entre Departamento Pedagógico da Seduc (6 Assessores), CREs (30 assessores), professores ou supervisores de escolas com melhores índices no IDEB (18 vagas, sendo 10 do Ensino Fundamental e 8 do Ensino Médio), Professor de cada Polo Regional (6 Professores, sendo 1 de cada Polo).

Caso haja mais de um candidato por vaga será realizado sorteio entre os participantes.

Modelo Híbrido de Ensino

A partir da implantação da Matriz de Referência do Modelo Híbrido de Ensino, que inclui as Aulas Remotas e as aulas presenciais, a Secretaria Estadual da Educação (Seduc) informa que está trabalhando na elaboração de um plano de ação pedagógica para os anos de 2021 e 2022 com intuito de auxiliar os professores no processo de aprofundamento das aprendizagens que tenham sido comprometidas no excepcional ano letivo de 2020.

No retorno das aulas presenciais, serão realizadas avaliações diagnósticas com cada estudante para aferir o conhecimento nos mais diversos componentes curriculares. A partir dos resultados, o professor irá trabalhar os conteúdos que precisam ser reforçados e avaliar as principais competências adquiridas.

Aulas Remotas

Desde 1º de junho, a Secretaria Estadual da Educação trabalha na implantação das Aulas Remotas na Rede Estadual de Ensino.

A iniciativa compõe o modelo híbrido de ensino e também compreende as aulas presenciais. A ação, que segue ao longo do ano letivo de 2020, proporciona, por meio do Google Classroom, a criação de mais de 37 mil turmas espelhadas e mais de 500 mil ambientes virtuais divididos por componentes curriculares. O projeto ainda oferece internet patrocinada para alunos e professores.