Uma reunião ontem à tarde no Ministério Público de Ijuí tratou sobre leitos em hospitais, visto a Covid-19. Houve presença das direções dos hospitais Bom Pastor e Caridade, 17ª Coordneadoria de Saúde e prefeitura.

O secretário de Saúde de Ijuí, Marco Atkinson, disse que a Promotora Pública, Roséla Brusamarelo, cobrou um protocolo de atendimemto em caso de presidiários do Instutito Penal ou Penitenciária Modulada apresentarem suspeita ou confirmação da Covid.

Outro ponto discutido foi a participação do Hospital Bom Pastor de Ijuí nos atendimentos Covid. A casa de saúde tem 42 leitos clínicos, na nova estrutura para onde recentemente houve transferência do hospital, mas até agora não recebeu pessoas com a doença. Marco Atkinson explica que o Bom Pastor ganhou recursos e está com os leitos cadastrados no Estado.

A diretora executiva do hospital, Rosane Schiavo, por sua vez, enfatizou que o Bom Pastor não recebeu pacientes com a Covid porque não teve encaminhamento por parte da secretaria estadual de Saúde.

No entanto, ontem foi dado prazo de cerca de 10 dias para o hospital ijuiense terminar a organização de equipe a fim de atender em leitos clínicos, até porque ainda não houve demanda.

Até agora o Bom Pastor recebeu pacientes transferidos da ala psiquiatrica do HCI e pessoas para recuperação pós-Covid, a fim de abrir mais vagas no hospital de Caridade.

Quanto aos 10 leitos de UTI do Hospital Bom Pastor, falta chegar os últimos equipamentos, o que deve ocorrer até a próxima semana, porém, o Estado ainda não credenciou essa estrutura pelo SUS. As equipes para atuar nos leitos de UTI também estão pré-selecionadas.

Já o HCI, dos 10 leitos de UTI/Covid, só recebe recursos financeiros do Estado para cinco leitos. Mesmo assim, a casa de saúde interna pacientes com a doença nos outros cinco leitos.

Fonte: Fonte: Rádio Progresso de Ijuí/ Jonas Vieira