Foto: Divulgação


A primeira campanha preventiva promovida pelo IPE Saúde e pelo governo do Estado durante o Outubro Rosa superou a meta de exames projetados. Ao ofertar mamografias sem custos para as seguradas, a instituição, através de sua equipe técnica, planejava realizar pelo menos 9.500 procedimentos no mês passado. No entanto, a adesão ao chamamento do instituto superou as expectativas: foram 10.868 atendimentos. Na comparação com outubro de 2019, a procura pelos serviços representou um crescimento de 12%. Em relação a setembro de 2020, quando o número de exames foi de apenas 4.869, a elevação chegou a 44,8%.

Os dados, contudo, mantêm o sinal de alerta, já que houve uma expressiva redução na procura pelo exame de mamografia desde o início da pandemia do coronavírus. Em abril de 2020, o total de exames realizados foi de apenas 2.162, menos de 20% da média mensal em tempos normais.

A procura por mamografias junto às seguradas do IPE Saúde já vinha apresentando decréscimo. Em 2017, foram 112.290 exames; em 2018, o número passou para 110.659 e, em 2019, chegou a 109.401. Em 2020, até 31 de outubro, o total de exames soma 61.884.

Para o diretor presidente do IPE Saúde, Marcus Vinícius Vieira de Almeida, “neste ano de tantos desafios, conseguimos elevar significativamente o número de atendimentos às mulheres gaúchas. Isto confirma a relevância desta primeira campanha preventiva do IPE Saúde. Estamos ainda mais estimulados a seguir com ações neste sentido. O enfrentamento efetivo ao câncer será uma de nossas principais metas para 2021.”