Lançado pela primeira vez em 2020, o Ranking de Competitividade dos Municípios tem como  intuito gerar diagnósticos e direcionamentos para a atuação dos líderes públicos municipais. Em sua concepção atual, o ranking possibilita identificar dentro de cada um de suas 3 dimensões e 12 pilares temáticos, quais são os pontos fortes e fracos que influenciaram a classificação final do município em cada um dos 55 indicadores contemplados.

Esta edição do Ranking de Competitividade dos Municípios analisa 405 municípios brasileiros, representando os municípios do país com população acima de 80 mil habitantes. O processo de construção do estudo ocorreu em uma série de etapas. Entre elas recebeu destaque:  

• Ampla revisão da literatura acadêmica;

• Análise de benchmarks nacionais e internacionais2 ;  

• Levantamento da disponibilidade de dados. seleção e possibilidade de construção de indicadores;  

• Estudo de metodologia e tratamento de indicadores (critérios de ponderação e normalização);  

• Verificação da qualidade das informações disponíveis e dos indicadores construídos;

• Refinamento dos indicadores incluídos após rodadas de validação3;

• Organização dos indicadores em pilares e dimensões;

• Ponderação de indicadores. pilares e dimensões;

• Discussões técnicas com especialistas em temáticas consideradas no ranking.

O estudo nacional realizado pelo Centro de Liderança Pública (CLP) em parceria com a Gove, uma plataforma que se propõe a aumentar a eficiência dos municípios, com apoio do Sebrae, mostrou Ijuí em 5º lugar em competitividade em nível estadual, 18º na região Sul – RS, SC e PR – e na 65ª posição em nível nacional. 

Ao todo, nesta primeira edição, o Ranking mediu 55 indicadores, distribuídos em 12 pilares temáticos considerados fundamentais para a melhoria da competitividade e qualidade da gestão pública dos municípios: Sustentabilidade Fiscal, Funcionamento da Máquina Pública, Acesso à Saúde, Qualidade da Saúde, Acesso à Educação, Qualidade da Educação, Segurança, Saneamento e Meio Ambiente, Inserção Econômica, Inovação e Dinamismo Econômico, Capital Humano e Telecomunicações. Pilares esses inseridos nas dimensões: Instituições, Sociedade e Economia. Nos quesitos apurados, Ijuí ficou com nota acima de nove: nos indicadores de destinação do lixo (100), cobertura de coleta de resíduos domésticos (100); mortalidade materna(100), morbidade (acidentes) de transportes (99,92), mortes por causas indeterminadas(96,13), tempo de abertura de empresas (90,47). 

Veja abaixo o ranking da região Sul:

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí