O presidente da Famurs e prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto, e o secretário de Justiça, Sistemas Penal e Socioeducativo (SJSPS), Mauro Hauschild, estiveram reunidos nesta segunda-feira (24/1). O encontro, realizado no Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), teve como objetivo aproximar a secretaria dos municípios e iniciar uma parceria para incentivar o implemento da mão de obra dos reeducandos do sistema prisional nos municípios gaúchos.

Segundo o secretário Mauro, muitas vezes os gestores municipais não têm orientação de como implementar a mão de obra em sua região, nem têm mensuração do resultado e trabalho profissional exercido pelos apenados. “Os gestores precisam enxergar as potencialidades da mão de obra prisional, além de quebrar preconceitos referente a este modelo de trabalho e da própria ressocialização do indivíduo”, explicou.

Para Bonotto, a ideia é positiva e pode ser implementada, e até mesmo ampliada, em muitos municípios gaúchos, visto que é possível promover a atividade industrial e comercial nas unidades penitenciárias do RS. “Desta forma beneficiaríamos não apenas os municípios, que terão mão de obra qualificada, mas promoveríamos a ressocialização dos apenados”.

A partir da parceria, ficou definido o lançamento da Cartilha Apenado Legal e a realização de duas capacitações voltadas aos gestores municipais, previstas para ocorrer a partir de março.

Participaram do encontro o secretário-adjunto Egon Kvietinski; o superintendente de Assuntos Municipais da Famurs, Marcos Rogério do Santos; e a assessora técnica de Segurança Pública, Mobilidade e Trânsito, Manoela Guns.