Os municípios que desejam implantar um Centro de Referência da Mulher já podem aderir ao projeto Rede de Proteção da Mulher para receber suporte financeiro do governo do Estado. Os recursos são de R$ 65.000,00 para cada um, num total de 34 municípios, para investir na estruturação do serviço.

Os municípios interessados em aderir o projeto precisam fazer a solicitação por meio de um ofício assinado pelo prefeito que deve ser enviado para o e-mail projeto rededeprotecao@igualdade.rs.gov.br até sexta-feira, dia 13 de maio.

Sobre o Rede de Proteção da Mulher

O projeto foi criado no ano passado pelo Departamento de Políticas para as Mulheres, vinculado à Secretaria da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social do Estado do Rio Grande do Sul, para fazer repasse de recursos para os 25 municípios que têm Centro de Referência da Mulher a fim de qualificarem o serviço por meio da compra de materiais ou capacitação técnica dos profissionais.

Neste ano, além dar seguimento ao projeto, disponibilizando o valor para municípios que se encaixavam no critério, mas não conseguiram ser contemplados em 2021, o governo do Estado também está oferecendo esse suporte para municípios com interesse em implantar um Centro de Referência da Mulher.

Os municípios que aderirem ao projeto Rede de Proteção da Mulher devem fazer uma contrapartida que varia de 20% a 30% do valor que será destinado pelo Estado. Todo o processo de convênio até a prestação de contas é coordenado pelo Departamento de Políticas para as Mulheres. Os recursos são provenientes do Programa Avançar, do governo do Estado.

Fonte: Secom