Fechando as Semanas Acadêmicas dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária da Unijuí, aconteceu nesta sexta-feira, 30 de setembro, o Dia de Campo: Produtividade e Sustentabilidade para o Agronegócio. O evento reuniu professores, pesquisadores, estudantes, produtores rurais e empresários junto à Escola Fazenda da Unijuí - IRDeR.


O Dia de Campo tem como objetivo agregar conhecimento sobre a importância econômica, social e ambiental da adoção de novas práticas e tecnologias sustentáveis na produção agrícola, além de criar condições e oportunidades de planejamento de safras e alternativas mais sustentáveis, aumentando a rentabilidade e a produtividade, fortalecendo, assim, a agricultura.

“Hoje tivemos uma amostra da capacidade dos nossos estudantes, futuros profissionais, que estão trabalhando em projetos complexos no campo da pesquisa e do desenvolvimento. Ao lado de professores, eles apresentaram os resultados que vêm obtendo nos últimos anos, especialmente a partir do Programa de Melhoramento Genético da Unijuí”, destacou o vice-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, professor Fernando Jaime González, agradecendo às empresas que foram parceiras do evento e lembrando que a expectativa é ampliar ainda mais as parcerias.

“A Universidade desenvolve conhecimento para que outros produzam, sejam eles produtores ou empresas. E nós ainda temos muito espaço para crescer. Queremos potencializar parcerias e fazer deste lugar, o IRDeR, o mais importante do Rio Grande do Sul em produção de conhecimento para o agronegócio”, afirmou o vice-reitor, que lembrou do orgulho da Unijuí ser a primeira universidade comunitária a lançar uma cultivar no País. A cultivar de linhaça é a primeira, desenvolvida pelo Programa de Melhoramento Genético em consórcio com a Cisbra, a ser protegida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Agora, ficam vedados a terceiros, durante o prazo de proteção, a produção com fins comerciais, o oferecimento à venda ou a comercialização de material.

Durante todo o dia, o público pôde conferir as nove estações organizadas para o Dia de Campo, que trataram das alternativas de inverno para maior produção animal e de cobertura em sistemas integrados (Estação 1); da conservação de forragem: pré-secado e silagem de inverno (Estação 2); melhoramento genético de plantas forrageiras e cobertura do solo (Estação 3); uso de aditivos na dieta de vacas em lactação (Estação 4); zoneamento/genética/manejo mais sustentável de doenças (Estação 5); manejo mais sustentável de nitrogênio (Estação 6); manejo do arranjo de plantas: biomassa, grãos e qualidade (Estação 7); qualidade da aveia na alimentação: biofortificação agronômica (Estação 8); e melhoramento genético de soja, aveia e linhaça - espécies alternativas (Estação 9).

São parceiras do Programa de Melhoramento Genético de Plantas da Unijuí as empresas Dubai Alimentos, Gebana Brasil, Cisbra Agroindustrial, Biotrop, Agricon, Lopes Sementes, Sementes Cometa, Sementes Kernel, Copagril, Agrosul, Sementes Nativa, CRAT, Itaipu Sementes Forrageiras, Agropohl, Comércio e Representação Agrícola Relva e Chiapeta Empresa Agrícola.

O evento recebeu o patrocínio de Sicredi, Cotribá, Vitall Tech, 3 Tentos, Ouro Fino, Produtiva, Raíx Sementes, JA Saúde Animal, Impagro, Koppert, Nutrivital, Strobel Sementes, Fockink, Químea, Sultech Agro, Thuner, Mig Plus Agroindustrial, Inplan Assessoria e Agrocia.

Fonte: comunica unijui