Embora não sendo uma tarefa fácil nos primeiros dias, com o tempo o banho torna-se uma oportunidade de estreitar laços com o bebê. O passar dos meses vai fazer deste um momento gostoso e de diversão. O quinto módulo desta 30ª edição do Clube da Gestante da Unimed Noroeste/RS buscou sanar dúvidas dos pais quanto ao banho e a higiene do bebê. O encontro desta quarta-feira, 2, também orientou sobre amamentação.

No início, parece ser necessária certa habilidade para cuidar daquele pequeno ser que representa tamanha fragilidade. Mas com o tempo estes cuidados tornam-se rotina, momentos de relaxamento e troca de carinho. As enfermeiras Ananda Hoffmann e Débora Müller, que atuam no Hospital Unimed, orientaram que é preciso preparar com antecedência tudo que será utilizado para o banho, pois o bebê nunca poderá ser deixado sozinho na banheira (roupas, toalha, fralda, sabonete, entre outros materiais necessários). Por perder calor rapidamente, a higiene deve começar pela cabeça e pelo rosto, mantendo-o enrolado em toalha. Após secar estas partes pode ser colocado na banheira para lavar o restante do corpo.

Por mais que possa causar aquele “desespero” nos pais, o choro do bebê é normal durante o banho. A reação pode ser a mesma durante a realização do curativo em coto umbilical, mas é importante lembrar que o processo é indolor, por não ter terminação nervosa no local e o choro pode ocorrer pela sensação gelada ocasionada pelo álcool 70%, recomendado para a limpeza. A higiene no coto evita infecção e auxilia na cicatrização.

A noite foi marcada ainda por atividade prática direcionada aos futuros pais. O Clube proporcionou oficina de orientação para troca de fraldas e curativo no coto umbilical orientada pelas enfermeiras.

Amamentação – Os benefícios proporcionados pela amamentação, tanto para mãe quanto ao bebê, também foram reforçados pelas profissionais neste módulo. “Nós recebemos um dom” reforçou a enfermeira Ananda

Hoffmann, fazendo referência ao poder da mulher de gerar e poder alimentá-lo da melhor maneira possível, através do aleitamento materno. Explicou também sobre as fases do leite, que até os sete primeiros dias é conhecido como colostro. “Considerado uma vacina natural. Fundamental para o bebê”, reforçou a profissional, lembrando que este mês é conhecido como Agosto Dourado, de estímulo ao aleitamento materno.

Visita – Conhecer o cenário da chegada do bem mais precioso da vida do casal. O ambiente, que para muitos estava somente na imaginação, se tornou real a partir da visita proporcionada pelo Clube da Gestante ao ambiente interno do Hospital Unimed Noroeste/RS. Os pais conheceram o Centro Obstétrico, desde as salas de admissão e pré-parto até as salas de parto normal e cesárea, e mais o Berçário.

A enfermeira Ananda Hoffmann apresentou as rotinas no dia do nascimento, como forma de tranquilizar e de reduzir o medo deste momento, que para os pais de primeira viagem, ainda é desconhecido. Para o casal Jonas e Lidioneia Graffunder, que espera pela Ana Luiza, conhecer o Centro Obstétrico possibilitou saber mais informações sobre os procedimentos e as práticas que serão seguidas. “Gostei muito de participar”, reitera a futura mamãe, grávida de 22 semanas.

As visitas ocorreram de forma paralela aos encontros do Clube. Na próxima semana ocorre o encerramento desta edição do projeto, completando as seis semanas de encontro.

Fonte: UNIMED