Iniciativa faz parte de programa de qualificação que vai até outubro


 

 

 






Diretores das 26 Escolas Técnicas Agrícolas do Estado participam, nesta quinta-feira,7, do primeiro encontro presencial da formação oferecida pela parceria firmada entre a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) – por intermédio da Superintendência da Educação Profissional do Estado (Suepro) –, o Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade (PGQP), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Sul (Sebrae RS). A ação faz parte do Programa de Qualificação das Escolas Técnicas Agrícolas. Será das 9h às 18h, na Escola Senac Gestão e Negócios, no Shopping Total, Centro da Capital.

Com esse workshop, inicia-se a formação em conteúdos de gestão, os quais serão ministrados pelo Senac, de acordo com o Modelo de Excelência em Gestão (MEG), da Fundação Nacional de Qualidade. A formação terá 140 horas na modalidade a distância (EAD), entre os meses de julho e outubro, e terá 16 horas presenciais, com certificação para os participantes.

Programa

O Programa de Qualificação das Escolas Técnicas Agrícolas do Rio Grande do Sul faz parte do Acordo de Resultados do Governo do Estado e envolve PGQP, Senac e Sebrae RS, conforme esclarecido aos diretores em reunião ocorrida na Seduc, em janeiro, com a presença do secretário estadual da Educação, Ronald Krummenauer, e da superintendente da Suepro, Denise Araújo Villas Bôas.

“Este é o primeiro encontro, de uma série de ações, e esta parceria terá importância fundamental na qualificação das escolas agrícolas, o que impactará diretamente na aprendizagem dos alunos", analisou Villas Bôas.

Para o diretor regional do Senac-RS, José Paulo da Rosa, a iniciativa contribuirá de maneira significativa no estímulo e apoio ao desenvolvimento do sistema de gestão dessas instituições. “A educação é o pilar que sustenta o desenvolvimento das pessoas, das organizações e do País. Por isso, é essencial que as instituições de ensino tenham um eficiente sistema de gestão para se tornarem sustentáveis e buscarem os melhores resultados”, acredita Rosa.

O diretor-superintendente do Sebrae RS, Derly Fialho, acrescenta que caberá à organização atuar na formação de 80 professores com foco na temática empreendedorismo. “O objetivo é preparar os docentes para que tenham condições de desenvolver, nos alunos, atitudes empreendedoras e a consciência para o engajamento nas atividades do campo, por meio de uma visão empresarial da propriedade rural”. O Sebrae RS também apoia a iniciativa com material didático para os alunos em sala de aula.





Fonte: SEBRAERS