Com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal nos diferentes grupos prioritários, a Secretaria Municipal de Saúde de Ijuí, por meio do Programa Municipal de Imunização, usará a busca ativa como estratégia.  “Está primeira busca ativa será nas casas para olhar as carteiras das crianças e orientar os pais”, explica a coordenadora do Programa, enfermeira Salester Ruver. Além disso, de acordo com a coordenadora, a nesta semana, equipes estarão em frente às escolas infantis, com o objetivo de fazer mais uma chamamento aos pais.

 

Dados divulgados pelo Setor mostram o cenário da vacinação em Ijuí até sexta-feira,9:

A cobertura vacinal entre professores do Ensino Básico e Superior ultrapassou os 115%, sendo aplicadas 915 doses, para um universo estimado em 791 pessoas; entre as puérperas a cobertura vacinal chegou a 90,60%, com a aplicação de 135 doses, para uma meta 149; no grupo de idosos foram aplicadas 9.528 doses, para uma população estimada de 11.561, o que equivale a cobertura vacinal de 82,42%; no grupo de gestantes, assim como no de crianças, a cobertura está aquém do esperado. A cobertura vacinal de apenas 63,55% corresponde a aplicação de  577 doses para um universo estimado de 908; no grupo trabalhadores em saúde, a situação não é muito diferente: a cobertura vacinal estava até a última sexta-feira,em 78,40%, com a aplicação de 2.599 doses para um público-alvo estimado em 3.315; entre o grupo prioritário de crianças de seis meses a cinco anos de idade, o índice de cobertura é ainda menor: da meta de 4.516 crianças a serem imunizadas, tinham recebido a dose da vacina, o que significa uma cobertura vacinal de 58,46%.

Os dados, segundo Salester, mostram uma cobertura vacinal geral, inferior a 80%. “Somados todos os grupos, chegamos a aplicação de 16.395 doses, para uma população estimada em 21.240”, observa. Isso corresponde a uma imunização de 77,19%, bem abaixo do índice aceitável pelo Ministério da Saúde. E isso, segundo a coordenadora, tem reflexos diretos nos recursos destinados ao município para investimentos em saúde. “Não falta empenho das equipes de Saúde, o que precisa mesmo é da compreensão dos pais de que a vacina é importante e que todos têm a responsabilidade proteger a saúde dos pequenos”, frisa.

Salester informou, ainda, que a partir desta segunda-feira,11, está liberada  a vacina para as crianças de 5 a 9 anos e para  população de 50 a 59 anos.

Fonte: Prefeitura de Ijui