Ação especial do Sebrae RS conta com três empreendedores do segmento que falarão sobre mercado, desafios e conquistas


 

 

 






 No dia 3 de agosto é comemorado o Dia Internacional da Cerveja. Para celebrar a data e o produto, o Sebrae RS irá promover um painel de debates online sobre o tema. O grande diferencial será o formato de divulgação: desta vez consiste em uma conversa ao vivo, disponibilizada pelas plataformas digitais da entidade, como a página no Facebook (https://www.facebook.com/SebraeRSOficial/), a partir das 17h.

Para o evento, o Sebrae RS selecionou três empreendedores que integram projetos desse segmento que irão falar dos aprendizados junto à organização e como isso influencia em diversos aspectos dos negócios. Atualmente, o Rio Grande do Sul conta com mais de 300 cervejarias artesanais, sendo 50 atendidas pelo projeto Polo Cervejeiro do RS.

A gestora de projetos de alimentos e bebidas do Sebrae RS, Francine Danigno, revela que a demanda por consultorias e profissionalização no setor é crescente. “Desde a criação do projeto Polo Cervejeiro do RS em 2015, pudemos notar um aumento significativo no número de inscritos a cada edição. Isso mostra que os empresários estão interessados em aprender, dialogar e criar novas conexões”, comenta Francine.

Um exemplo disso é Luciano Bortoluzzi, sócio e diretor comercial da Cervejaria Elementum, que irá falar no evento sobre o design diferente dos rótulos. Embora sua empresa tenha surgido do interesse pela produção (como tantos outros do ramo), ele encontrou no Sebrae RS a consultoria ideal para fugir do tradicional na hora de elaborar os rótulos do seu produto. “Quando criamos a Elementum, era tudo muito sério e rígido aqui no País. Aí víamos os designers estrangeiros e pensamos que este poderia ser mais um atrativo para a nossa cerveja, além do sabor”, destaca. Bortoluzzi espera que a palestra da sexta-feira seja uma oportunidade para ajudar o público. “Assim como eu cheguei até o Sebrae RS por indicação de outros cervejeiros, desejo poder passar um pouco da minha experiência para quem está começando”, aspira.

Já Humberto Fröhlich, sócio e cervejeiro-chefe da Cervejaria Babel, conta que a arte de fazer cerveja é uma tradição na família. “Começou com meu bisavô, ainda no interior do Estado, acabei herdando e profissionalizando o processo”, afirma. A Babel iniciou sua produção no final de 2013 e é parceira do Sebrae RS desde o início do Polo Cervejeiro. Fröhlich reconhece que, o mais complicado não é a bebida, e sim administrar o empreendimento. “Nesta sexta-feira, vamos conversar com o público sobre a gestão do negócio. Aprendi muito ao longo dos anos, com as consultorias e cursos do Sebrae RS e quero passar essas informações adiante”, atesta.

De acordo com a pesquisa Sentimento do Consumidor, da consultoria McKinsey, os brasileiros estão escolhendo marcas mais baratas na hora de comprar leite, sucos, arroz e macarrão. Por outro lado, na hora de escolher a cerveja, esses mesmos consumidores estão optando por marcas mais caras. No ranking de viés de migração para marcas mais caras, a cerveja ficou no topo, sendo que o vinho conquistou o segundo lugar.





Fonte: SEBRAE RS