Indispensável nas comemorações do Ano-Novo, a bebida terá crescimento de 3,6% nas vendas, com a comercialização de 5 milhões de garrafas - 95% delas produzidas na Serra Gaúcha. "As champanhas mais doces, de variação moscatel, têm tendência de alta pela maior procura das mulheres", observa Longo. Com um crescimento de 1,6% esperado nas vendas, cerca de 4 milhões de unidades de panetones serão vendidas pelos supermercados gaúchos neste fim de ano, o que deve representar 12% da produção nacional do produto. A comercialização de panetones industrializados novamente será bem maior que a de produtos artesanais, em função dos altos custos de produção com mão de obra e energia. A estratégia dos varejistas é, segundo ele, antecipar a exposição deste produto. "Teremos panetones nas lojas antes das aves e dos enfeites, por exemplo", analisa Longo.

De acordo com os consumidores ouvidos, os presentes mais adquiridos em supermercados serão o panetone (24,1%); bebidas (16,7%); bonecas (13%); brinquedos em geral (11,1%); roupas (9,3%); espumantes (7,4%); e bombons (7,4%). "As caixas de bombons são os itens mais vendido nos supermercados na véspera de Natal, dia 24 de dezembro. Somente neste dia, serão comercializadas mais de 2 milhões de caixas em todo o Estado", aposta Longo.  A estimativa da Agas é de que o setor comercialize cerca de 6 milhões de caixas de bombons nos próximos dois meses, com um crescimento de 3,6% nas vendas em relação ao fim de ano de 2017. Segundo o estudo da Segmento Pesquisas, os gaúchos querem presentear, em média, 6 pessoas do seu convívio neste Natal. "Neste cenário, ganham força as caixas de bombons, presentes menores e mais baratos", aponta Longo.

A crescente concorrência no segmento de aves natalinas mais uma vez beneficiará os consumidores na compra de aves, que terão diversas opções de marcas, temperos e preços. Na avaliação de Longo, os gaúchos deverão novamente privilegiar os "frangões" e aves mais acessíveis e de preparo rápido. Ao todo, 880 mil aves (2,5 mil toneladas) serão comercializadas pelo setor - com um crescimento de 3,0% nas vendas. Mais uma vez, os supermercados são bem ranqueados como local preferido na busca de presentes. Os shoppings seguem na liderança, com 39,5% (ante 48,5% em 2017); as lojas de departamentos têm 28,5% da preferência (em 2017, tinham 19%); e os supermercados são a escolha de 16,5% dos consumidores gaúchos (no ano passado eram 18,5%). Ainda são lembradas lojas de roupas (22%), lojas de brinquedo (11%) e camelôs (3,5%).

Fonte: AGAS - Associação Gaúcha de Supermercados