A gestação é cheia de descobertas novas, ansiedade e muitas alegrias. Porém, em muitos momentos as dúvidas e medos aparecem. O quinto encontro da 34ª edição do Clube da Gestante teve o objetivo de diminui e sanar incertezas com a visita ao Centro Obstétrico e Berçário do Hospital Unimed Noroeste/RS. O encontro ocorreu nesta quarta-feira, 5, e abordou também as temáticas sobre aleitamento materno e cuidados necessários com os recém-nascidos.

Os casais foram orientados a percorrer o Centro Obstétrico desde as salas de admissão e pré-parto até as salas de parto normal e cesárea. Conheceram o Berçário e as Unidades de Internação. A enfermeira Ananda Hoffmann foi quem conduziu a visita, apresentando a estrutura, os processos e equipamentos que garantem a segurança e humanização deste momento tão especial. Além disso, para eternizar ainda mais essa fase, a enfermeira falou sobre a entrega de uma lembrança cheia de significado, a “Árvore da Vida”. Trata-se de um registro da placenta, de maneira ilustrativa, em papel, podendo virar quadro. A arte é realizada com a própria placenta, sendo pintada naturalmente com o sangue da mãe ou colorida com tinta, carimbada em uma folha. Depois de seca é entregue à família, com os d

ados do nascimento.

Aleitamento materno – As enfermeiras Ananda Hoffmann e Débora Müller passaram dicas de pega correta do recém-nascido ao seio materno e a melhor postura para a mãe. “Sabemos que no início não é fácil, que dá vontade de desistir. Mas é preciso ter paciência. E por isso a equipe do Hospital Unimed oferece todos auxílio necessário para esse momento, mesmo quando as pacientes já estiverem em casa”, destaca Ananda. As enfermeiras explicaram que conforme o tempo vai passando a produção do leite aumenta, sendo menor nos primeiros dias após o parto, de 40 a 50ml no primeiro e de 300 a 400ml no terceiro. Já no quinto dia, a produtividade pode chegar de 500 a 800ml. O volume de leite produzido varia, dependendo do quanto que a criança mama e

da frequência. Quanto mais vezes a criança se alimentar, maior será a produção de leite. Ananda e Débora explicaram ainda as fases do leite da mulher, que inicia pelo colostro, após o leite de transição e por fim o leite maduro.

Cuidados com o bebê – Na explanação Ananda e a enfermeira Elise Zwick reforçaram ainda o quanto o banho deve ser um momento de tranquilidade, de relaxamento. Indicaram os materiais utilizados na troca de fralda e na hora do banho, a temperatura da água e a importância de deixar preparado com antecedência os materiais que serão usados, pois o bebê nunca poderá ficar sozinho na banheira. Os pais puderam tirar também suas dúvidas quanto ao curativo em coto umbilical, além dos materiais necessários, como álcool 70% e hastes flexíveis com pontas de algodão.

Fonte: UNIMED