Rádio Mundial

Notícia

Famurs pede ao governo federal ampliação da cota extra do FPM para todos os municípios gaúchos
FAMURS

Atuando para minimizar os impactos dos eventos climáticos nos municípios gaúchos, a Famurs reforçará com o governo federal o pedido para estender o repasse da cota extra do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para os 497 municípios do RS, uma vez que todos foram direta ou indiretamente afetados. Na última sexta-feria (17/05), o governo federal anunciou o repasse, na ordem de R$ 192,7 milhões, apenas aos municípios decretados em calamidade pública.

A Famurs entende que, além do impacto causado pelas chuvas em mais de 90% dos municípios gaúchos, há previsão de uma queda de 25% na arrecadação estadual do ICMS, o que refletirá e irá trazer um impacto econômico e financeiro aos cofres municipais. Por isso, a entidade avalia que é fundamental todos os municípios sejam contemplados com o recurso extra.

Durante a reunião, o presidente da Famurs e prefeito de Campo Bom, Luciano Orsi, já manifestou a posição da entidade ao ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, e solicitou que o tema fosse discutido com o presidente Lula e com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Orsi destacou, na oportunidade, que toda a economia do RS está parada e que o impacto será grande num futuro breve. “A Famurs faz o pedido para que o governo reveja e coloque o FPM para todo o  estado do RS, pois todos estão sofrendo, seja de forma direta ou indireta. A gente sabe que é um valor maior, mas é absolutamente necessário, pois a economia do estado vai cair. Essa receita extra vai socorrer muitos gaúchos que ainda estão flagelados”, justificou.

FONTE – ASCOM FAMURS