Rádio Mundial

Notícia

Cia Cadagy: estudantes têm a chance de conquistar bolsas e se desenvolver na área das artes
WhatsApp Image 2023-09-05 at 19.11.09

Já pensou em cursar a graduação e, ao mesmo tempo, ser bolsista ou voluntário em um grupo cultural? Na Unijuí, isso é possível. Os estudantes com afinidade na música podem se candidatar a vagas no Coral Unijuí, enquanto que acadêmicos inclinados ao teatro, à dança e à arte circense podem disputar um espaço na Cia Cadagy – Corpo e Movimento. E é exatamente sobre este grupo que vamos falar agora.

Conforme explica a assessora da Vice-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí, Sirlei Noemi Schneider, hoje a Cia Cadagy conta com 16 integrantes, sendo quatro voluntários e 12 bolsistas, estudantes dos cursos de Engenharia, Psicologia, Arquitetura e Urbanismo, Educação Física, Fisioterapia e Medicina. “Semestralmente, lançamos um edital para a seleção de novos integrantes. Após um período de estágio, e havendo bolsas disponíveis, o acadêmico participante pode ser beneficiado”, explicou Sirlei, lembrando que há bolsas integrais, no valor de R$ 450, e bolsas parciais, no valor de R$ 225.

Coordenador da Cia Cadagy, Dionatan Mânica dos Santos, destaca que todos os integrantes possuem afinidade com alguma das atividades propostas. De forma geral, o grupo aprende ginástica, dança, teatro, dinâmicas de palhaçaria, lira, tecido acrobático e malabares. “Não é necessário ter experiência em qualquer uma destas artes. Vontade de aprender e comprometimento são as duas prioridades da Cia Cadagy”, reforça o coordenador, lembrando que, dentro do grupo, há uma dinâmica de construção coletiva de conhecimento, onde cada integrante pode repassar aos outros o que sabe. “Isso é de extrema importância para o andamento dos treinos, contribuindo com o desenvolvimento profissional e pessoal dos participantes”, comentou.

Dionatan foi aluno da Cia Cadagy quando ainda estava no Ensino Médio, e essa experiência lhe possibilitou entrar na universidade com uma carreira já definida dentro das artes. “As experiências dentro da Cia foram fundamentais dentro da minha formação, pois logo iniciei em trabalhos como o projeto Professor Pardal, e junto ao movimento étnico como coreógrafo. Tive a oportunidade de trabalhar durante 13 anos na Escola Sagrado Coração de Jesus, desenvolvendo o teatro, a dança e a patinação artística. Além disso, desenvolvi outros trabalhos com teatro e dança por toda a região Noroeste do Estado, sendo contemplado com vários projetos de financiamento via Pró-Cultura. E afirmo que, sem dúvida, a base que tive para desenvolver estes trabalhos surgiram a partir das experiências adquiridas junto à Cia Cadagy”, finalizou.

Fonte: Comunica Unijui