Rádio Mundial

Notícia

Evento na Unijuí marcará o Dia do Produtor de Leite
Dia do Produtor do Leite (1)

 

Na próxima sexta-feira, 12 de julho, a Vice-Reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Unijuí promoverá, a partir das 8h, um evento alusivo ao Dia do Produtor de Leite. A atividade, que contará com a parceria de órgãos públicos, entidades e empresas, terá o intuito de homenagear os produtores de leite e, principalmente, avaliar e projetar o cenário da cadeia produtiva para os próximos anos. O encontro, aberto à comunidade, ocorrerá no Centro de Eventos.

“A cadeia do leite é importante no mundo inteiro e, no Brasil, tem uma grande relevância. O País é o sexto maior produtor de leite no mundo e o Estado de Minas Gerais ocupa o primeiro lugar no ranking brasileiro, seguido pelos Estados do Rio Grande do Sul e Paraná, que dividem o segundo e terceiro lugares. A nossa região Noroeste, inclusive, tem destaque nacional. Isso porque somos a microrregião que mais produz leite. Então, nada melhor do que celebrarmos esta data”, destacou o professor Emerson Pereira.

O evento, conforme destacou a professora Denize da Rosa, terá início às 8h, com café colonial. Na sequência, às 9h, será realizada a abertura oficial com as autoridades e, às 9h20, terá início o painel sobre a cadeia do leite, com o tema “Situação atual da cadeia produtiva de leite e proposições para qualificação”. O painel contará com a participação da professora Denize da Rosa, que também é médica veterinária, e de Sula Viecili Zardin, produtora e engenheira agrônoma. Às 11h, ocorrerá a entrega das premiações aos produtores de leite de Ijuí e, às 11h30, o encontro de técnicos e egressos da Unijuí que atuam na bovinocultura de leite.

“Nós queremos apresentar a situação atual, os desafios da cadeia produtiva, mas também fazer proposições. Queremos colocar como a Universidade pensa o futuro e como pretende auxiliar a região, para que a cadeia do leite se fortaleça ainda mais. Nós não vamos precisar começar do zero, como muitos produtores que foram afetados pelas enchentes, mas vamos ter que compensar o que eles não vão conseguir produzir. Logo, os próximos anos vão ser decisivos para a região, e vão contar com muito crescimento para a agricultura e para a pecuária”, destacou a professora Denize.

Fonte: Comunica Unijuí