Rádio Mundial

Notícia

Movimento Pró-cinema em Ijuí conta com apoio da comunidade
“O movimento Pró-cinema em Ijuí vem ganhando espaço e a comunidade já está aderindo a mobilização”, as palavras são do vice-prefeito, Ubirajara Teixeira. O objetivo do movimento é oportunizar ao cidadão ijuiense, mais uma alternativa de entretenimento e lazer, por meio da exibição de filmes em salas de cinema.   Na manhã desta terça-feira, 11, o comitê que está a frente do movimento reuniu-se para debater as próximas etapas do Pró-cinema em Ijuí.
 
Na oportunidade, Teixeira relatou as reuniões realizadas na semana passada com o proprietário do Cine Cisne de Santo Ângelo, Flavio Panzenhagen e com o proprietário do já extinto Cine America e Cine Serrano, Flavio Fantinelli.
 
 O movimento visa possibilitar o acesso a da população a ‘Sétima Arte’, com espaços de cultura e lazer que possibilitem a integração social. Além disso, o Pró-cinema também possui um lado empresarial, ligado ao desenvolvimento econômico e a visibilidade da cidade. 
 
No final do mês, o vice-prefeito, irá se reunir com representantes da Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura. Também estão sendo articulados encontros com os responsáveis pela Agência Nacional do Cinema (Ancine). 
 
Durante a reunião desta terça-feira, foi apresentada a identidade visual do movimento. No sábado, 22, haverá distribuição de material como adesivos e folders na área central da cidade. O lançamento do Pró-cinema será no domingo, 23, às 18h, na Praça da República. 
 
“O movimento Pró-cinema em Ijuí começou com uma movimentação interna, que passou para as redes sociais e ganhou um grande apego popular. A expectativa é de que toda a comunidade se mobilize em busca desse novo atrativo cultural”, afirma Ubirajara Teixeira.
 

A história do cinema em Ijuí teve início com o Cine Serrano, no ano de 1948. O local contava com 700 lugares e era uma opção de entretenimento, principalmente nos finais de semana. Posteriormente, no ano de 1955, entrava em funcionamento o Cine América, que possuía capacidade para 900 pessoas. Ambos os cinemas eram geridos pela família Fantinelli e serviam como atrativos culturais ao município. Para manter as salas cheias, um revezamento de filmes era realizado pelos dois cinemas. Devido ao surgimento das novas tecnologias os cinemas perderam força e acabaram encerrando suas atividades. O Serrano teve seu término na década de 80 e o América fechou definitivamente suas portas em 2006.

Fonte: Prefeitura de Ijuí

Data da publicação: 2013-06-12