Rádio Mundial

Notícia

Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul lança campanha "Criança tem de brincar" para arrecadação de brinquedos
FOTO-PARA-RELEASE--27-

Iniciativa visa proporcionar distração e conforto para crianças afetadas pela calamidade pública no estado

Em meio ao cenário de calamidade pública que afeta o Rio Grande do Sul, a Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) inicia uma ação voltada para as milhares de crianças que enfrentam os impactos da tragédia no estado. A campanha “Criança tem de brincar” visa proporcionar um alívio momentâneo para as crianças que se encontram nos mais de 30 abrigos espalhados pela região, muitas vezes tendo perdido tudo e tendo saído de suas casas com nada além da roupa do corpo.
“Estamos apelando à solidariedade da comunidade para fornecer brinquedos, jogos, livros para colorir e de leitura, além de materiais como canetinhas, para que essas crianças tenham uma distração durante o período que possam ter que permanecer nos abrigos, aguardando a normalização da situação para retornarem a seus lares. É um gesto simples, porém significativo, que pode fazer toda a diferença na vida dessas crianças. Em momentos como este, em que a dor e a angústia são evidentes, é essencial que todos nós, enquanto comunidade, nos unamos para proporcionar algum conforto, especialmente às crianças, frequentemente distantes de seus familiares. Assim, contribuímos para enfrentarem este momento difícil com um pouco mais de leveza e esperança”, destaca o presidente da SPRS, José Paulo Ferreira.
Os donativos podem ser entregues na sede do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), parceiro dessa iniciativa (Rua Coronel Corte Real, 975 – Petrópolis, Porto Alegre–RS, 90630-080).
Sobre a Sociedade de Pediatria do RS
A Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul foi fundada em 25 de junho de 1936 com o nome de Sociedade de Pediatria e Puericultura do Rio Grande do Sul pelo Prof. Raul Moreira e um grupo de médicos precursores da formação pediátrica no Estado. A entidade cresceu e se desenvolveu com o espírito de seus idealizadores, que, preocupados com os avanços da área médica e da própria especialidade, uniram esforços na construção de uma entidade que congregasse os colegas que a cada ano se multiplicavam no atendimento específico da população infantil. Atualmente conta com cerca de 1.750 sócios, e se constitui em orgulho para a classe médica brasileira e, em especial, para a família pediátrica.
Fonte: Marcelo Matusiak – SPRS