Rádio Mundial

Notícia

Suinocultura sofre perdas nos vales e na Serra
SUIN OS

Quase 20 dias depois do início das chuvas, inundações e enchentes que devastaram o Rio Grande do Sul, a suinocultura gaúcha ainda está longe de encerrar a contabilidade de prejuízos. O setor identificou, no entanto, que as perdas mais trágicas ocorreram nos vales do Rio Taquari, principalmente, do Rio Caí e na Serra, mas sem provocar queda expressiva da produção estadual.

“Há perdas significativas localizadas, pontuais, mas nada que comprometa a produção gaúcha”, diz o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Ricardo Santin.

“A suinocultura gaúcha está razoavelmente bem. No norte e noroeste do Estado, e no Planalto Médio, onde se encontra 70% ou 75% da suinocultura, a chuva danificou estradas, criou dificuldades de acesso, mas não teve grandes perrengues”, afirma o presidente da Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs), Valdecir Folador.

Os dois dirigentes aguardam que as águas baixem e que termine o isolamento dos produtores, por impossibilidade de comunicação ou de acesso, para obter dados objetivos sobre a extensão dos prejuízos e da destruição. Folador dispõe de estimativas parciais. Nas regiões do Taquari, do Caí e da Serra, 12 mil animais teriam sido perdidos, de acordo com ele.

FONTE – CORREIO DO POVO